sexta-feira, 18 de maio de 2007

Mercado de Trabalho + Dicas + Impressões

Bom, vamos falar sobre o que ouvimos e o que "sentimos" nessas primeiras semanas aqui no Canadá!
Segundo o pessoal do M.I.C.C 85% das vagas são conseguidas através de contatos diretos e indiretos e essas vagas não são anunciadas! O restante das vagas, 15%, estão nos jornais e internet. O interessante disso tudo, é que nesses 15%, as vagas são bem específicas e ainda para mão-de-obra bastante qualificada.
Os outros 85%, como disse, são por contatos. Aqui as indicações contam muito mesmo, até pq a sua palavra conta bastante. Como no Brasil, também eles verificam trabalhos anteriores e ligam para antigos empregadores para saber sobre vc! Ou seja, não se queime! hahaha
Outra coisa interessante. A relação hierárquica aqui é um pouco diferente. Tipo, as pessoas são bem próximas, vc pode conversar/discutir em pé de igualdade. Aqui eles são um povo que prezam muito a negociação e diálogo. Assim, teu chefe só é teu chefe e nada mais.. Não é ninguém nem mais nem menos. São duas pessoas com dois cargos diferentes apenas. Como disse, eles confiam muito na tua palavra, então, se vc sabe algo, diga que sabe e qdo não sabe e não consegue, deve se dizer isso. Não dá pra levar "na amaciota" como no Brasil, ou enrolandinho.
Também, eles são bem específicos nos trabalhos. Vc tem que saber bem uma coisa. Se vc é de desenvolvimento, tem que saber isso e ter trabalhado com aquilo. Se é da qualidade, tratamento de água, tem que manjar disso. Se souber mais, ótimo!
Uma coisa muito interessante e importante! Não procure emprego, OFEREÇA mão-de-obra!!! Como 85% das vagas não são anunciadas explicitamente, vc deve correr atrás de empresas que trabalham na sua área de atuação e oferecer a sua mão-de-obra, seu serviço. Depois de achar, deve-se encontrar algum contato responsável pela área (mesmo não o conhecendo). Após isso, enviar o currículo e geralmente telefonar para a pessoa.
Tendo em mente isso, estamos nos preparando, estudando francês e começando a validar nosso diploma. Eu vou tentar entrar na ordem dos engenheiros. A Tati ainda tem que descobrir o curso equivalente e depois validar o diploma e entrar na ordem. Mas a idéia é nós nos qualificar bem antes de começar a trabalhar!

Marmé e Tati

4 comentários:

Jin Morrissey disse...

E aí,
Desejo boa sorte aos dois.
Por aqui, desde que fui ao casório de vocês, fiquei com uma baita vontade de morar em Curitiba. Sério!
Abraço

Flavielle Martins disse...

Olá,

Tenho acompanhado o blog de vcs e estou adorando!
Bem, a Tati e o Rafa também são engenheiros e eles foram ao Centre Rire 2000 e tiveram muita ajuda. Eles já vão fazer a prova na metade do ano. Envie um email para eles perguntando onde é o lugar!
Boa sorte!
Um abraço,
Flavielle

Alessandro Silva disse...

Olá,

estou adorando ler o blog de vocês. Espero poder encontrar muitas novidades e informações úteis por aqui...
Fiquei curioso para saber o desfecho da história do dentista, que já havia ouvido falar que era caro mesmo.
Depois contem se na ULaval o serviço é mesmo gratuito.

Grande abraço e boa sorte!!!

Alê

mah disse...

Olá!
eu li o blog de vcs, eu e meu namorado estamos querendo muuuito ir trabalhar e morar aí! queria algumas informaçoes mais detalhadas sobre emprego, como achar, tempo pra tirar o visto, mão-de-obra mais procurada.. enfim, tudo que pudessem enviar!
meu e-mail é marcela.oka@gmail.com
:D
se casando é mais facil conseguir os vistos juntos e trabalho tambem?

beijo grande e parabéns!
aguardo resposta (: